A Era da Inteligência

A Era da Inteligência

O Mundo em que vivemos está a avançar, a passos largos, para uma Era Inteligente onde um número significativo de Seres Humanos possui níveis elevados de Inteligência multifacetada. De acordo com o Dr. Nelson S. Lima: “O mundo está em movimento e numa mudança irreversível. Vivemos agora na “noosfera” – a sociedade da mente – onde um número crescente de actividades e profissões são puro exercício intelectual.”

A Era da Inteligência
Em termos evolutivos o Homem encontra-se mergulhado na Era do Antropoceno (do Grego, Homem Novo). Esta designação introduzida por Paul Crutzem (Prémio Nobel da Química) no ano 2000, significa segundo os especialistas, a era da história terrestre em que as actividade humanas começaram a ter um impacto global significativo nos ecossistemas do Planeta. Podemos dizer que o Antropoceno começou com a Revolução Industrial no século XVIII.A internet veio, seguramente, dar um contributo importante para esta nova realidade, quer na difusão global do conhecimento como na capacidade de percepção das diferentes culturas e dos Povos. Por outro lado, a integração de conceitos e procedimentos está a tornar-se uma realidade crescente e promissora.

Todos temos conhecimento dos efeitos nefastos desta industrialização desenfreada que conduziu aos desequilíbrios ambientais que todos já experimentámos (infelizmente para alguns nos nossos semelhantes com perda da própria vida). No entanto, o Homem está progressivamente a tomar consciência desta realidade e a encontrar as soluções para a resolução dos problemas. Por vezes, com um ritmo algo lento, tendo em consideração os ganhos em inteligência, conhecimento integrado e processamento informático dos dados.

Neste momento, já se verifica um nível de consenso Internacional que nos permite ter alguma esperança para novos equilíbrios ambientais. Resta saber, quais foram os desequilíbrios ambientais que se tornaram irreversíveis e qual o impacto que terão no futuro da agricultura, na redução das espécies vivas e na vida dos Seres Humanos. Seria muito positivo que o Homem conseguisse sair desta Era do Antropoceno com o Planeta, ainda, com o vigor suficiente para nos transportar para uma nova Era. Para tal, temos de utilizar, com muita eficiência, toda a nossa inteligência e sobretudo saber encontrar os consensos, ou, plataformas de entendimento, suficientemente sólidas para garantir uma boa consolidação da resolução dos muitos problemas que temos que ultrapassar. Os desafios são grandes, tão grandes quanto a dimensão Humana.

Mas o Homem, na sua senda constante do Futuro já perspetiva uma nova era. A Era do Sofoceno (do Grego, Homem Sábio).

O Sofoceno ainda está em ‘construção’ mas as mentes Humanas já encontraram uma plataforma ideológica para esta nova era. De acordo com uma notícia publicada (em 20 de Junho de 2012) num Boletim do Instituto de Estudos Avançados da Universidade de S. Paulo (Brasil), na sequência das perspetivas a longo prazo para as decisões da Conferência Rio+20, considera-se que: É preciso superar o Antropoceno e ir além, para chegarmos a uma nova era: o Sofoceno. Um novo momento baseado na sabedoria e na busca da autocompreensão da finitude e da transcendência, no domínio da vontade, que se realiza ao mesmo tempo em respeito aos outros e ao planeta“. Ou seja, o Homem em equilíbrio consigo mesmo, com a Natureza e com o Planeta.

Deixo-vos com estas palavras, resultantes da inteligência Humana, que nos devem levar a refletir nas mudanças importantes e urgentes que devemos proceder nas nossas vidas e na nossa mente para lá chegarmos sãos e salvos.

 Alfredo Sá Almeida                                                                12 de Fevereiro de 2013

Anúncios