Os Valores Humanos, os Antivalores e os Desvalores

Arquitetura Humana

“O Valor Humano é essencialmente um Valor intrínseco ao Homem na sua relação consigo e com os que o rodeiam. Resultará da integração dos vários Valores Humanos, em diferentes graus de inclusão, em cada Ser Humano. De certo modo, é um Valor Social pois o Homem é um Ser que vive em Sociedade e para quem a Vida solitária não está de acordo com a sua génese.

Como eu defino Valor Humano: “- Expressão, com resultado Humano positivo, do mundo interior do Homem sobre o mundo exterior.”; ou; “- Partilha de positivismo Humanista entre Seres Humanos”.

Para maior compreensão do texto que vou desenvolver, vou explicitar o que são Valores Humanos, Antivalores e Desvalores. Assim:

  • Valores Humanos – são o conjunto de características de uma determinada Pessoa ou Organização, que determina a forma como a Pessoa ou Organização se comportam e interagem com outros indivíduos e com o meio ambiente.

“Os Valores Humanos [Amor, Altruísmo, Amizade, Bem Comum, Cidadania, Civilização, Civismo, Comunidade, Consciência, Cultura, Dignidade, Educação, Esperança, Ética, Felicidade, Humanização, Idealismo, Igualdade, Justiça, Liberdade, Solidariedade] – (http://www.escoladecidadania.org/) O caráter universal e global destes são fundamentais para todas as mudanças de paradigmas civilizacionais no Futuro. Sem eles o VALOR do Homem ficará amputado e desviado do verdadeiro sentido da sua VIDA.” – Alfredo Sá Almeida

  • Antivalores – Os antivalores são contrários à dignidade da natureza humana. Uma pessoa que age sob o efeito dos antivalores, por muitas vezes, é uma pessoa fria e sem escrúpulos que não mede as consequências de seus atos. Os antivalores causam rejeição e são motivo de evasão nas pessoas. A lista que apresento abaixo não deve ser considerada exaustiva, apenas como significativa e representativa de Valores Humanos e Antivalores.

Valores Humanos

Antivalores

Amor

Ódio

Altruísmo

Egoísmo

Amizade

Discórdia

Empatia

Frieza

Bem Comum

Indiferença

Cidadania

Exclusão social

Civilização

Subdesenvolvimento

Civismo

Desrespeito

Comunidade

Isolamento

Consciência

Inconsciência

Cultura

Ignorância

Dignidade

Indignidade

Educação

Grosseria

Esperança

Desilusão

Ética

Corrupção

Felicidade

Tristeza

Humanização

Desumanização

Idealismo

Materialismo

Igualdade

Desigualdade

Justiça

Injustiça

Liberdade

Escravidão

Solidariedade

Aversão, hostilidade

  • Desvalores – Falta de Valor; perda de estima. Ausência de determinados Valores Humanos. Ou seja, Valores Humanos que não têm expressão numa determinada Pessoa.

Um Ser Humano, durante a sua vida e vivência em Sociedade, poderá integrar em si Valores Humanos, Antivalores e Desvalores, com diferentes graus de inclusão na sua personalidade e no seu caráter. O resultado dessa integração constituirá o seu Valor Humano que se repercutirá na interação em Sociedade, nas mais diversas situações.

Só poderemos considerar que uma Pessoa possui Valor Humano quando esse grau de integração for de natureza global positiva. Todas aquelas Pessoas que apenas integrarem Valores Humanos, sem Antivalores, terão um maior grau de Valor Humano, do que aquelas que integrarem predominantemente Antivalores.

Torna-se evidente que a ausência de determinados Valores Humanos, facto que por si só não constituirá Antivalor, não contribuirá para salientar o caráter francamente positivo do Valor Humano.

Devemos ter em linha de conta que a relação entre Valores Humanos, Antivalores e Desvalores, num Ser Humano, tem um caráter dinâmico e de certo modo evolutivo. Ao longo de uma vida e de uma vivência todas estas características vão tomando forma e ‘moldando’ a Pessoa, os seus comportamentos e as suas atitudes. O seu equilíbrio emocional, ou inteligência emocional, darão um contributo mais ou menos positivo para este processo de integração de Valores e/ou Antivalores ou ausência deles.

Assim sendo, cada um de nós será um resultado original deste processo de constituição de Valor Humano.

O mesmo se passa com as diferentes inteligências (racional, emocional e espiritual) que se exprimem em nós.

No entanto, mais inteligência por si só não representará mais Valor Humano, pois poderá estar completamente ‘desviada’ para os Antivalores.

Se pudéssemos estabelecer uma quantificação do Valor Humano para uma População Humana de um País, um Continente ou do Planeta, seguramente encontraríamos uma distribuição Gaussiana, também chamada de distribuição Normal, por estar relacionada com os fenómenos da Vida.

Distribuição Gaussiana

Esta distribuição de ocorrências representa a probabilidade de encontrar um determinado Valor numa determinada faixa desta curva. Assim, encontraremos (da esquerda para a direita da curva) respetivamente, uma quantidade de Pessoas com pouco ou nenhum Valor Humano (do lado esquerdo da curva) e uma certa quantidade de outras Pessoas com muito Valor Humano (lado direito da curva).

Na zona central desta curva, situar-se-ão as Pessoas comuns que caracterizarão um determinado padrão de Valor Humano, nessa População estudada.

Outro aspeto a ter em linha de conta sobre o Valor Humano é que está independente da religiosidade assumida pela Pessoa. Os princípios do Valor Humano são comuns a todas a Religiões, não podendo, portanto, confundir-se com estas. Por outro lado, a fé num Deus não acrescenta nem retira Valor Humano a uma Pessoa. São as atitudes e comportamentos em Sociedade, bem como o estatuto de coerência com a Pessoa em questão, imbuída de determinados Valores, que determina o Valor Humano em causa.

O mesmo se passa com as nuances culturais, em determinadas regiões do globo. Os Valores Humanos nessas Regiões estarão em consonância com a Cultura dessa Região.

As eventuais incapacidades físicas que uma Pessoa possa ter, com ou sem diversas dependências sociais, não deverão constituir fator de exclusão de grau de valorização em Valores Humanos. Apenas em situações em que existam incapacidades mentais, essas Pessoas estarão dispensadas dessa valorização.

Significa isto que os Valores Humanos, os Antivalores e os Desvalores, são comuns a toda a espécie Humana, e, como tal, devem ser entendidos com as suas especificidades. É a Educação que influencia toda a cadeia de Valor da Humanidade.

Todos os processos que a Humanidade desenvolver para melhorar o Valor Humano, seja pelos processos educativos, formativos ou de melhoria das condições de vida das Pessoas, tenderão a deslocar e curva para o lado direito, no sentido do maior Valor Humano.

Distribuição Gaussiana evolutiva

O Desenvolvimento Humano está dependente deste processo evolutivo. Poderemos dizer que quanto maior for o Valor Humano de uma Sociedade, maior será o seu grau de desenvolvimento. E, se esse desenvolvimento for Sustentável (em consonância com a Biosfera), maior Valor global terá no contexto das Nações.

Poderemos igualmente afirmar, que todas as medidas tomadas pela Governação de um País ou de uma região do mundo que contribuam para um aumento da Valorização Humana da sua População, terão efeitos significativos no Desenvolvimento Humano desse País ou região.

Mas não deveremos confundir Valorização com Desenvolvimento, porque este último está dependente do Valor Humano.

Imaginem que se constrói uma cidade de raiz, moderna e evoluída tecnologicamente, e, que essa cidade passa a ser habitada por ladrões, traficantes, corruptos, assassinos, etc. Seguramente que essa cidade não terá Valor Humano digno de nota. São as Pessoas que habitam uma cidade que conferem maior ou menor Valor à cidade.

Neste contexto, convém lembrar que a Natureza Humana é determinada quer pelo Valor Humano quer pelo Desenvolvimento, pois “é a parte do comportamento humano que se acredita que seja normal e/ou invariável através de longos períodos de tempo e de contextos culturais dos mais variados”.

Todos estes conceitos são evolutivos. Rapidamente chegamos à conclusão que se o Valor Humano for elevado, caracterizará a Natureza e o Desenvolvimento Humanos de uma forma dinâmica e positiva a caminho de um Futuro com prosperidade.

Como poderão facilmente compreender, todos estes processos evolutivos estão dependentes da existência de um clima de Paz global. Pois a Guerra ou a Guerrilha ‘institucionalizada’ prejudicam TUDO, o Valor, a Natureza e o Desenvolvimento Humanos. Ao contrário do que se possa pensar, só em clima de Paz, Segurança, Fraternidade e Respeito mútuo é que é possível desenvolver o Valor Humano de forma sustentada, se os processos educativos forem orientados nesse sentido.

A meu ver, só assim se poderá falar em Futuro próspero.”

Alfredo Sá Almeida                                                                                       28 de Março de 2015

Nota – Adotei da língua Espanhola a palavra ‘Antivalor’, por representar melhor o conceito que pretendo transmitir.

Anúncios

7 thoughts on “Os Valores Humanos, os Antivalores e os Desvalores

  1. Meu querido Alfredo, você se supera a cada novo texto que desenvolve, parabéns!! Tem muita gente precisando ler o que você escreveu neste texto, pessoas que confundem Valor Humano com Religião, por ex., ou, ” Valorização com Desenvolvimento”. Adoraria ver você fazendo uma Palestra sobre este tema. carinho ❤

    • Grato pelo seu comentário, minha querida Angela Alem. ❤ Quando decidi escrever sobre Valor Humano, tinha consciência do risco de incompreensão que corria por parte dos leitores. Este é um tema que, infelizmente, ainda está envolto em muitos tabus. Muitas Pessoas não gostam de ser avaliadas pela sua conduta em Sociedade, mas gostam de reclamar pela conduta do Estado ou das outras Pessoas.
      O dinheiro e a Religião criaram nas Pessoas, ao longo de épocas preconceitos que serão difíceis de apagar, mas tenho esperança que se tiverem um espírito aberto à mudança (no bom sentido), muita coisa boa poderá acontecer à Humanidade.
      As palestras estarão sempre no meu horizonte, bastará que grupos de Pessoas me convidem para tal. ❤

      • Concordo com vc, meu querido. Entretto, não acho que foram as Religiões que criaram tais preconceitos, mas sim, os indivíduos cuja Educação recebida não compreenderam o significado do que os valores Humanos transmitidos pelas religiões, realmente queriam ensinar. E isso spre acontece não só nas religiões, mas em tooda e qq Filosofia de Vida que se aprofunde mais sobre os novos conceitos que deseja transmitir. No caso do que vc apresenta aqui, tb uma novidade, espero que as pessoas tenham melhor compreensão para aceitar e aplicar na vida real. ❤

      • Se analisarmos com cuidado, e ao longo das épocas, as diferentes sensibilidades religiosas, quer os Pastores, Padres ou responsáveis pelas Igrejas, muitas vezes apelavam aos seus fieis, matérias, comportamentos e atitudes, que nada tinha a ver com a Religião em causa. Chegaram mesmo a provocar graves incidentes entre comunidades. Apesar de não ser essa a orientação da Igreja mãe, o que é certo é que esses fiéis interpretaram da maneira errada, comportando-se de maneira imprópria, os ensinamentos da Bíblia. No caso da Igreja Católica, convém lembrarmo-nos das Cruzadas e dos ódios gerados em ‘espiral’.

  2. Pingback: O Positivismo Otimista tem Valor Humano? | Valor Humano

  3. Pingback: Porque é importante o Pensamento Crítico numa Sociedade de Valor Humano! | Valor Humano

  4. Pingback: Títulos dos Textos publicados no Blog | Valor Humano

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s