O Homem e o sentido da vida

Sentido da vida3

Para o Homem, aquilo a que chamamos de Vida é um complexo sistema coerente de reações bioquímicas (500 quatriliões por segundo), que se realizam na interação de 100 triliões de células do nosso corpo e que só o Homem conhece e desbrava. Só ele sabe que um dia essa sua vida terá um fim. Mais nenhum outro animal neste planeta tem essa consciência.

Conhecimento e Consciência são matérias que o Homem aprendeu a dar corpo e virtualidade no seu percurso vital. A estas ele atribui uma coerência que lhe faz sentido e que tem um Valor.

No seu percurso evolutivo, ao longo dos últimos cerca de 160.000 anos da sua existência, o Homem aprendeu a adaptar-se e a mudar o rumo da sua vida, consoante as suas necessidades vitais. Primeiro como nómada depois como sedentário, sempre soube qual seria o seu papel em Sociedade e qual o Futuro que pretendia construir.

Ao longo deste período de tempo o Homem rapidamente compreendeu que o seu sentido de vida era elevar-se espiritualmente como forma de perpetuar a sua curta vivência individual.

Compreendeu igualmente, que tinha várias opções, quer a nível individual quer coletivo, para que essa espiritualidade tivesse o Valor que pretendia.

Aprendeu a moldar a sua curiosidade para construir, criar, inovar, investigar, inventar, melhorar, desenvolver e planear, ao ponto de se esquecer de si próprio e dos que estão à sua volta para se conseguir elevar de modo a que os demais dessem conta e lhe atribuíssem um Valor tal, que lhe permitisse prolongar a sua vida para além da morte.

Eis-nos chegados a uma encruzilhada, onde o conhecimento estruturado científico, empírico, conceptual real e virtual, construído nos últimos 150 anos da vida do Homem, irá exigir de TODOS nós, uma coragem e capacidades (racionais, emocionais e espirituais) para encontrar um novo rumo para a Humanidade em equilíbrio com a Biosfera que habitamos.

Esta encruzilhada faz-me lembrar o resultado da colisão de partículas num ciclotrão, provocando uma dispersão errática de subpartículas. Desta resulta uma energia que pode ser aproveitada em nosso benefício.

Estamos num momento da vida da nossa espécie em que necessitamos de realizar o processo inverso ao da colisão de partículas. Ou seja, utilizar todas as nossas boas energias vitais para encontrar um novo rumo para o Coletivo de Seres Humanos, que faça sentido consciente para TODOS nós, como espécie, mas que faça igualmente sentido para TODAS as outras espécies de seres vivos deste nosso planeta, para o qual temos a responsabilidade de o tornar sustentável para TODA A VIDA, sem o egocentrismo que nos caracterizou.

Ego vs Nature

Alfredo Sá Almeida                                                                                                                                       16 de Julho de 2015

Anúncios

One thought on “O Homem e o sentido da vida

  1. Pingback: Títulos dos Textos publicados no Blog | Valor Humano

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s