A essência das avaliações pessoais no mundo do Valor Humano

Conhecer as Pessoas

Como os meus Leitores sabem, eu tenho vindo a defender neste Blog uma Sociedade baseada no Valor Humano. O objetivo principal é uma mudança de paradigma da sociedade atual, que se encontra ‘mergulhada’ no valor do dinheiro e subordinada ao poder absoluto do Sistema Financeiro Internacional (S.F.I.).

O facto de defender que o S.F.I. (assim como as suas regras) não poderá exercer influência nem coexistir com a Sociedade de Valor Humano, não se prende com questões de ódio mas por razões de incompatibilidade funcional e conceptual entre estas duas Sociedades.

“A finalidade principal do dinheiro é a de gerar lucro que não representa Valor Humano. O Valor Humano NÃO É DINHEIRO, É VALOR CONCRETO. O valor do dinheiro tem uma componente virtual muito grande.” https://saalmeida.wordpress.com/2015/04/06/caracteristicas-do-valor-humano-comparadas-com-o-valor-do-dinheiro/

Coração voando

Todo o Valor na Economia será transferido para o Valor Humano. Os Seres Humanos possuirão então oportunidades IGUAIS para adquirirem Valor.

Uma Sociedade de Valor Humano estará alicerçada em três pilares fundamentais:

  • O Ser Humano;
  • Os Valores Humanos;
  • A Educação.

 

As questões de pobreza não se colocarão porque numa Sociedade desta natureza não existirão pobres. Todas as Pessoas possuirão o considerado indispensável para uma vida digna em Sociedade. Alimentação, cuidados de saúde, condições de habitação e acesso a meios de melhoria da sua condição de vida, serão comuns a TODOS. No entanto, aqueles que possuam maior Valor Humano terão acesso acrescido a outros produtos e serviços, que lhes permitirão um desenvolvimento articulado com o seu maior Valor e a sua maior responsabilidade, incluindo formação.

O conceito de dinheiro desaparecerá, a um ritmo determinado, da mente das Pessoas. Existirão Pessoas com menor e outras com maior Valor Humano, mas em nenhum caso passam por indignidades Humanas como as que existem atualmente.

Neste novo sistema, TODA a Sociedade está em aperfeiçoamento constante. Aliás, o Valor Humano é uma caraterística dinâmica positiva. Esta máxima passará a ser verdadeira:

  • A MAIOR VALOR HUMANO CORRESPONDERÁ MAIOR RESPONSABILIDADE E CONSEQUENTEMENTE MAIOR PODER DECISÓRIO.

Uma Sociedade com estas características não é uma Sociedade perfeita, mas contém todos os elementos necessários a uma evolução e desenvolvimento sustentados, contribuindo decisivamente para uma maior felicidade global. https://saalmeida.wordpress.com/2015/04/16/caracteristicas-de-uma-sociedade-baseada-no-valor-humano/

O fulcro desta Sociedade, tal como eu defendo, estará baseado num sistema global de avaliação de Pessoas. TODAS as Pessoas são suscetíveis de ser avaliadas por outras, com qualificação e certificação para tal, da qual resultará a atribuição de um Valor Humano.

TODAS as Pessoas estarão sujeitas a avaliações periódicas. Essa avaliação possuirá três vertentes:

  • Pessoal
  • Social
  • Profissional

 

Nesta, serão tidas em linha de conta as práticas de vida dessas Pessoas. O sistema de avaliação é global e universal e é suscetível de ser encarado com positivismo quer pelos avaliadores quer pelas Pessoas avaliadas. Não nos podemos esquecer que é com base neste Valor Humano que cada Pessoa terá os meios de participar na vida económica de acordo com os princípios já definidos anteriormente.

Homem sem princípios

“O Valor atribuído a cada Cidadão é, também, um Valor económico que poderá ser trocado por produtos, serviços, formação, etc., necessários ao dia-a-dia de cada Um e à construção do seu desenvolvimento e do seu Futuro”. https://saalmeida.wordpress.com/2015/04/06/caracteristicas-do-valor-humano-comparadas-com-o-valor-do-dinheiro/

Não se trata de avaliar o desempenho da pessoa numa atividade mas sim da sua capacidade de viver bem consigo mesmo em sociedade, seja na convivência do dia-a-dia, seja no desempenho de uma profissão.

Só posso concordar e enaltecer o espírito desta afirmação da minha querida companheira Angela Alem: “Sua vida é uma mensagem para os outros. Garanta que ela seja uma mensagem inspiradora de bons atos, boas palavras, boas perspetivas… De tal forma que ilumine outros a perceberem novos e melhores caminhos.”

Como os meus Leitores poderão constatar, uma Sociedade em que TODOS serão submetidos a uma avaliação periódica, só tem razão de ser por ser baseada no Valor Humano. Deste modo poderão vislumbrar a complexidade que se pode ‘abater’ sobre este sistema se os princípios a estabelecer não forem de simples compreensão, justos, construídos com seriedade e profissionalismo, e aplicados com justiça social.

Conseguir viver bem em Sociedade e contribuir para o bem comum é tão ou mais importante que ser bem-sucedido numa profissão.

Estou de acordo com a afirmação do Prof. Clóvis de Barros Filhos quando diz “… a felicidade implica uma certa capacidade de amar, e portanto, dedicar a própria vida a que outros se alegrem, já que 99% da nossa vida, não é propriamente vida, mas é convivência.”

Igualmente, todos nós sabemos: “… qualquer um sabe que o ‘mundo’ tem uma competência lesiva espetacular.” – Clóvis de Barros Filho

Infelizmente casos de Bullying (seja físico ou psicológico) fazem parte do nosso quotidiano, em diversos referenciais: casa, escola, trabalho e no relacionamento em sociedade. As agressões físicas ou morais praticadas por qualquer pessoa, ou grupo se pessoas, deverão ser tendencialmente erradicadas através de uma Educação em Valores Humanos, em ambiente Escolar e Familiar com orientação de especialistas em psicopedagogia e psicologia.

Em suma, ainda vivemos numa Sociedade muito agressiva e com carências ‘gritantes’, em Valores Humanos e numa Educação de qualidade para TODOS.

Perante esta realidade, não será difícil de vislumbrar as reações e resistências que existirão na fase inicial de implementação de um sistema desta natureza.

Adivinho até os boicotes que colocarão, vindas de Pessoas especialistas em deturpar e desvirtuar novas ideias e paradigmas, apenas para manterem o seu status quo e um suposto ‘poder’ sobre outrem. Não se torna difícil de adivinhar, pois a falta de Educação acrescida de carência em Valores Humanos, conduz a um espírito continuado de Bullying que caracteriza a Sociedade.

Quando este Bullying não for tão explícito apresentar-se-á o mais refinado a tentar demonstrar que estas novas ideias estão erradas e são prejudiciais a tudo e mais alguma coisa. Infelizmente esses argumentos não se basearão em estudos científicos, mas alicerçar-se-ão nos interesses de um sistema financeiro que não quer perder o poder por nada deste mundo. No fundo, essas Pessoas não estão abertas a construir um novo sistema porque temem o caos. Preferem manter as atitudes e comportamentos errados e que causam desentendimentos sistemáticos, na esperança de reduzir a incerteza num futuro, que sabem que não tem Futuro, do que ter uma mente aberta e interveniente para construir um sistema novo que reduza substancialmente os erros do passado.

A vantagem das avaliações periódicas está no facto de a Pessoa poder melhorar as suas atitudes e comportamentos ao longo da vida. Acaba por corresponder a uma aprendizagem constante e a um potencial aperfeiçoamento pessoal que, a meu ver, só tem aspetos positivos.

Torna-se evidente que existirá resistências mais ou menos persistentes, tendencialmente complexas, de quem vai ser avaliado, que complicarão o funcionamento do sistema, mas nada que não seja suscetível de ser ultrapassado com profissionalismo e determinação argumentativa.

Aliás, a prática de Valores Humanos na convivência em sociedade só trás vantagens, evitando muita agressividade gratuita e muita incompreensão.

Não quero acreditar, que a maioria das Pessoas só aceitará implementar um novo sistema se o anterior for destruído, o que me parece absurdo quando se enveredar pela construção de uma Sociedade de Valor Humano. Neste modelo de Sociedade pretende-se construir um novo paradigma, aproveitando o melhor e as melhores práticas já existentes, que estejam dentro do espírito desse paradigma.

No fundo, deverá sobressair um espírito positivista otimista baseado no pensamento crítico para construir uma nova realidade, que não pretende excluir ninguém, como acontece atualmente.

Pessoas de Valor

Em resumo, se pretendemos construir uma Sociedade de Valor nada melhor que congregar todas as boas vontades desta na implementação de um Sistema Educacional que seja capaz de desenvolver e devolver os Valores Humanos aos seus Cidadãos.

Mahatma Gandhi traduziu brilhantemente estes anseios “A verdadeira educação consiste em pôr a descoberto ou fazer atualizar o melhor de uma Pessoa. Que livro melhor que o livro da Humanidade?”.

Alfredo Sá Almeida                                                                                         16 de Agosto de 2016

Anúncios

Porque é importante o Pensamento Crítico numa Sociedade de Valor Humano!

Groupthink

Como já tive oportunidade de escrever, em textos anteriores (*), os três pilares de sustentação da nova Sociedade Global de Valor Humano são: o Ser Humano, os Valores Humanos e a Educação.

Nesta Sociedade, tal como eu defendo (*), TODAS as Pessoas são suscetíveis de ser avaliadas por outras, com qualificação e certificação para tal, da qual resultará a atribuição de um Valor Humano.

“O sistema de avaliação é global e universal e é encarado com positivismo quer pelos avaliadores quer pelas Pessoas avaliadas.” – Alfredo Sá Almeida

O Valor atribuído a cada Cidadão é, também, um Valor económico que poderá ser trocado por produtos, serviços, formação, etc., necessários ao dia-a-dia de cada Um e à construção do seu desenvolvimento e do seu Futuro (*).

“Todo o Valor na Economia foi transferido para o Valor Humano. Os Seres Humanos possuem agora oportunidades IGUAIS para adquirirem Valor.” – Alfredo Sá Almeida.

O mundo global deixará de ter um sistema financeiro internacional (SFI) e dinheiro como valor na Economia.

Para uma maior compreensão deste meu raciocínio, recomendo aos meus Leitores uma leitura dos meus textos anteriores, onde é abordado com maior detalhe o método de funcionamento desta Sociedade paradigmática (p.f. ler (*)):

  1. “Valor Humano” – (https://saalmeida.wordpress.com/2015/03/20/valor-humano/);
  2. “Os Valores Humanos, os Antivalores e os Desvalores” – (https://saalmeida.wordpress.com/2015/03/30/os-valores-humanos-os-antivalores-e-os-desvalores/);
  3. “Características do Valor Humano comparadas com o valor do dinheiro” – (Características do Valor Humano comparadas com o valor do dinheiro);
  4. “Características de uma Sociedade baseada no Valor Humano” – (Características de uma Sociedade baseada no Valor Humano);
  5. “O Propósito do Valor Humano” – (https://saalmeida.wordpress.com/2015/09/04/o-proposito-do-valor-humano/).

Pelo facto de todo o funcionamento justo desta Sociedade de Valor Humano estar baseado num sistema de Avaliação de Pessoas em três vertentes – Pessoal, Profissional e Social – torna-se imperioso que cada Cidadão possua uma formação de base coerente, exigente e potenciadora de criatividade e excelência, onde os Valores Humanos são transversais a toda a Educação e a toda a Sociedade. Inerente a esta, estará o desenvolvimento do Pensamento Crítico de cada jovem que será aprimorado no adulto. Isto prende-se com o facto de se tornar essencial possuir competências de Pensador Crítico (ver fig.).

Pensador Crítico

(http://www.porto.ucp.pt/pensamento-critico?msite=15)

“O pensamento crítico consiste em analisar e avaliar a consistência dos raciocínios, em especial as afirmações que a sociedade considera verdadeiras no contexto da vida cotidiana.

Essa avaliação pode realizar-se através da observação, da experiência, do raciocínio ou do método científico. O pensamento crítico exige clareza, precisão, equidade e evidências, já que visa evitar as impressões particulares. Neste sentido, está relacionado com o ceticismo e com a deteção de falácias.” – (http://conceito.de/pensamento-critico)

Para mim torna-se evidente a importância desta vertente de Pensamento estruturado, dada a natureza desta nova Sociedade e dos relacionamentos Humanos que se pretendem de Valor.

6Cs Critical Thinking

(http://dtl3239.weebly.com/6cs-times-two.html)

Numa Sociedade de Valor Humano, faz ainda mais sentido que os focos principais estejam orientados para os 6C’s (ver fig. acima), a Cidadania, a Criatividade, o Pensamento Crítico, a Comunicação, a Colaboração e a Educação do Caráter. Não nos podemos esquecer que o fulcro é um sistema de Avaliação de Pessoas. E, se pretendemos ter um equilíbrio dinâmico, com tendência de evolução positiva nesta Sociedade, o Pensamento Crítico é uma chave mestra para esse desígnio.

(http://www.thinkwatson.com/the-red-model/red-critical-thinking-model)

Keys Critical Thinking

(Para Pensar de forma crítica, pense (R.E.D.) = R.A.T.Reconhecer Pressupostos; Avaliar Argumentos; Tirar Conclusões)

Este será fundamental para uma cuidada e correta Avaliação de Pessoas. Lembre-se que não estamos a JULGAR Pessoas, mas sim a AVALIAR o seu Valor Humano.

Apesar de na atualidade a Avaliação de Pessoas ter um caráter essencialmente Profissional (sobretudo a nível Empresarial) e ter uma vertente diferenciadora salarial, estando sujeita a ser aplicada por quotas (dado o esforço financeiro que implica), o sistema de Avaliação Pessoas que estou a defender para esta nova Sociedade aplicar-se-á a TODAS as Pessoas, não para as diferenciar salarialmente mas sim no seu Valor Humano, sem a preocupação de aplicar qualquer tipo de quotas.

É pelo facto das Pessoas possuírem Valor Humano, baseado num sistema de avaliação de caráter Humano, que nos devemos precaver com o Pensamento Crítico, contra erros sistemáticos e sistémicos operados por Pessoas com Valor mas desfocadas da essência do Ser Humano inteligente.

Se não o fizermos estaremos a deturpar seriamente o Futuro de toda uma Sociedade Global de Valor Humano.

critical-thinking1

Alfredo Sá Almeida                                                                                               23 de Maio de 2016