O Valor Humano ao Poder!

o Significado do poder

Todos nós temos Poder em maior ou menor grau durante a nossa vida. Esse Poder a nível individual representa a capacidade, ou a faculdade, para realizar algo ou influenciar alguém. É uma representação da Liberdade individual. Sob o ponto de vista coletivo (uma região, uma comunidade, uma empresa, um País, etc.) o Poder passa a ter outro âmbito pois representa a autoridade, a soberania, a influência e o domínio sobre uma área, um grupo de Pessoas ou uma jurisdição.

Em qualquer dos casos, as questões problemáticas prendem-se sempre com o exercício do Poder:

  1. Quem o exerce;
  2. Como o exerce;
  3. Porque o exerce;
  4. A que Futuro conduz;

Qualquer Poder está sujeito ao julgamento de todos os envolvidos nessa dimensão, seja pelos resultados do exercício, seja pelo modo como é exercido.

É nesta dimensão que o Valor Humano faz toda a diferença. Quanto maior o Valor da Pessoa (ou Pessoas) que exerce(m) o Poder, melhores perspetivas existirão para se chegar aos resultados prometidos perante o coletivo. Mas não é garantia de sucesso. Este estará dependente das interações e das sinergias construídas pelos apoiantes e pelos opositores desse Poder, ao mesmo tempo do Valor Humano da(s) personalidade(s) que o vai(ão) exercer. Um Poder abrangente requer um Valor Humano multifacetado com uma dimensão extra em liderança, conhecimento e, em simultâneo, um carisma genuíno.

Tudo é mais complexo nas relações de Poder porque se está a lidar com a multidiversidade Humana e processual, com todas as implicações que poderão existir.

Cada um de nós passa a ter uma responsabilidade acrescida no acompanhamento de todo o processo. Pois seremos, ou não, a garantia da coerência de como o Poder é exercido e a que Futuro conduz.

Esta multidimensionalidade tem de estar incluída no Valor Humano das Pessoas que exercem o Poder, caso contrário haverá uma tendência para aumentarem os fenómenos de caos e desorientação de todos os intervenientes, conduzindo à mudança forçada do Poder.

Em resumo, o Valor Humano com capacidade de liderança, multifacetado, multidimensional e carismático é indispensável para um BOM exercício do Poder. Seria bom que todos nós ganhássemos essa consciência para podermos contribuir ativamente para um Futuro Coletivo digno de Seres Humanos.

Alfredo Sá Almeida                                                                           22 de Outubro de 2018

Anúncios

Quando a Liderança não tem Valor Humano!

Liderança3

No mundo globalizado de hoje, verifico com tristeza uma carência enorme de Líderes a que se soma a falta de Liderança com Valor Humano.

Todos nós sabemos que a nossa sociedade foi estruturada para depender dos Líderes. É uma realidade que vem de longa data. Muitos de nós não têm a capacidade objetiva de se aperceber da realidade envolvente e estruturar os próximos passos em direção ao futuro.

Mas mais do que isso, ser capaz de transmitir empaticamente as mensagens que podem galvanizar os nossos pares para uma caminhada, que pode trazer complicações e necessita da motivação de TODOS para se atingirem os objetivos assumidos em conjunto.

Podemos facilmente verificar que se perfilam muitos Líderes para determinados objetivos mas apenas um terá a capacidade de conduzir a ‘bom porto’ aquilo a que a Sociedade aspira.

É disso que se trata, ASPIRAÇÃO de uns e capacidade de LIDERANÇA de outros para conduzir TODOS os detalhes que preenchem as aspirações de muitos.

Muitos cursos e muita formação de Líderes e Liderança é facultada hoje a muitos gestores e outros responsáveis de Empresas, na esperança que essa formação produza bons efeitos nos resultados das Empresas. Mas ficam-se por aí. Muitos desses formandos não possuem estrutura psicológica, emocional e de caráter para serem líderes, mas mesmo assim são chamados a participar nessas ações de formação.

A somar a esta realidade, algumas dessas ações ‘formativas’ são de caráter pedagogicamente duvidoso.

Assim, para ‘produzir’ um Líder resulta a introdução no mercado de trabalho de muitos gestores com pretensão a líder, mas sem estrutura integrada de LÍDER. Daqui resulta para a Sociedade, muita arrogância, prepotência, falta de senso crítico apurado para distinguir o essencial e rejeitar o acessório, incompetência organizacional e falta de visão de Futuro.

Estes pseudo-líderes causam mais ruído e caos que os pequenos erros de um Líder no percurso do Futuro.

Se imaginarmos estes fenómenos à escala dos Países ou Comunidades de Países, com facilidade verificaremos que serão mais os resultados catastróficos que aqueles que causam franca adesão e motivação das sociedades.

Assistimos, assim, à imposição de soluções, baseadas em cenários caducos, interesses obscuros, vontades interesseiras e lobbies de corrupção, que vêm minar a confiança de todos aqueles que estariam prontos a fazer os sacrifícios necessários para chegarmos a um Futuro melhor para todos.

Líderes a quem falta a sabedoria, a humildade, o bom senso, a visão de Futuro de uma Sociedade e o Valor Humano indispensável à motivação de MUITOS (a quem os estímulos não chegam, para os despertar para as novas realidades), não deveriam nunca ser líderes com futuro. Porque o ‘futuro’ que eles são capazes de ‘produzir’ é muito limitado, fechado e de muito pouco Valor Humano.

E são esses MUITOS que necessitam da nossa atenção e orientação para se conseguir chegar a Sociedades mais justas e equilibradas.

E são esses MUITOS que necessitam de estímulos adequados e motivação redobrada para se conseguir produzir os resultados indispensáveis a uma Sociedade com menos desigualdades sociais e melhor estrutura de Cidadania.

É caso para dizer: ‘quando a Liderança não tem Valor Humano, não terá a capacidade de realizar as reformas indispensáveis a uma Sociedade de Futuro’. Nem será capaz de inspirar a confiança e motivação necessárias para se caminhar para esse Futuro.

O exercício do PODER por uma liderança desfocada, interesseira e com pouco Valor Humano, não conduz a uma Democracia saudável. Acaba necessariamente por se transformar num poder obscuro.

Quem gostaria o meu Leitor de ter como Líder? Alguém frio e calculista, ‘mergulhado’ numa ‘teia’ de interesses obscuros, ou, alguém com Valor Humano, sabedoria, empatia, humildade, bom senso e visão de futuro?

Pense bem e decida bem pois o Futuro está muito próximo!

Alfredo Sá Almeida                                                                                                      10 de Outubro de 2015